MARKETING ELEITORAL: UMA ANÁLISE ACERCA DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL DOS VEREADORES DA CIDADE DE QUIXELÔ-CE

Josefa Joice Lima Vieira, Maria Mascena Carmo Bonfim

Resumo


As eleições para a escolha de representantes políticos no Brasil, acontecem à cada dois anos, sendo que durante as mesmas é utilizado o marketing eleitoral para a promoção e propagação da imagem dos candidatos, através de papéis, panfletos e muitos outros veículos de informação que produzidos e descartados em larga escala, causam enormes impactos ambientais. Com base nessas informações, o presente artigo buscou compreender a importância dada pelos políticos ás questões ambientais, começando pela postura dos mesmos durante as campanhas, inicialmente através de uma pesquisa bibliográfica com a coleta de informações em livros, trabalhos e sites, seguida da aplicação de uma entrevista aos vereadores da cidade de Quixelô-CE, onde foi questionado o grau de conhecimento dos mesmos a respeito dos impactos ambientais causados durante as campanhas eleitorais. A pesquisa foi configurada como qualitativa, de natureza básica e frente aos objetivos, descritiva. No trabalho foram evidenciados os impactos ambientais causados pelo uso exagerado e descarte indevido de materiais impressos durante as campanhas eleitorais, sem deixar, porém, de destacar a importância do marketing durante o período eleitoral. Após a coleta e análise dos dados, pôde-se observar que todos os entrevistados possuem consciência quanto aos impactos e boa parte, inclusive demonstrou desejo por mudanças na maneira como são feitas as campanhas. Destacaram ainda a importância da conscientização das pessoas sobre a preservação do meio ambiente. 

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, José de Lima. Gestão ambiental e responsabilidade social. São Paulo: Atlas, 2009.

AMBRÓSIO, Vicente. Plano de Marketing: Um roteiro para a ação. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BARROS, Loraine Victória Rodrigues de. Conscientizar os alunos da educação infantil sobre a importância de preservar o meio ambiente. Disponível em: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=2883 > Acesso em 18 de maio de 2018.

BEDRAN, Karina Marcos. Processo eleitoral brasileiro: impactos ambientais e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Dissertação (mestrado). Belo Horizonte: Escola Superior Dom Helder Câmera ESDHC, 2013.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1998.

CONAMA. Resolução CONAMA Nº 001, de 23 de janeiro de 1986.

COUTINHO, Elvis Gibson Leite. Princípio da Responsabilidade Política. Lisboa: Revista do instituto do direito brasileiro, 2013.

FERNANDES, Alexandre Lúcio; STEMPNIAK, Gisele Aline. A Sujeira Eleitoral nos Espaços Públicos: Uma Reflexão Sobre a Distribuição Imprópria do Material de Campanha. Rondônia: UNIRON: 2015

FERRELL, O. C; HARTLINE, Michael D. Estratégia de Marketing. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas,

KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI: Como criar, conquistar e dominar mercados - São Paulo: Ediouro, 2009.

LIMA, Marcelo O. Coutinho. Marketing eleitoral. Ridendo Castigat Mores, 2002.

MANHANELLI, Carlos Augusto. Eleição é Guerra. São Paulo: Summus, 1992.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2017.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo: Atlas, 2017

MUNIZ, Eloá. Marketing político: Conceitos e definições. Disponível em: < http://www.eloamuniz.com.br/artigos.php > Acesso em 11 de novembro de 2017.

NEISSER, Fernando Gaspar. Crimes eleitorais e controle material da propaganda eleitoral: necessidade e utilidade da criminalização da mentira na política. São Paulo: Faculdade de Direito Universidade de São Paulo, 2014.

PEREIRA, Suellen Silva; CURI, Rosires Curi. Meio ambiente, impacto ambiental e desenvolvimento sustentável: Conceituações teóricas sobre o despertar da consciência ambiental. Paraíba: REUNIR, 2012.

SALLES, Carolina. A propaganda eleitoral e seu impacto no meio ambiente. Disponível em: https://carollinasalle.jusbrasil.com.br/noticias/125359911/a-propaganda-eleitoral-e-seu-impacto-no-meio-ambiente> Acesso em 11 de maio de 2018.

SANTOS, Felipe Moreira. Responsabilidade civil do candidato frente ao dano ambiental causado pela campanha eleitoral. Monografia. Rondônia: Campus Professor Francisco Gonçalves Quiles, 2015.

TSE. Tribunal Superior Eleitoral. Disponível em: Acesso em 14 de novembro de 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Encontros Científicos FVS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Encontros Científicos FVS

Faculdade Vale do Salgado

Rua Monsenhor Frota, 690

Bairro Centro | CEP: 63430-000 | Brasil, Icó-Ceará

Telefone: +55 88 3561-2760

E-mail: riec@fvs.edu.br